Opinião

A senhora corpulenta adentra a farmácia. Dirige-se até a balança nos fundos da loja. Aguarda um pouco, até estar sozinha. Sobe na balança. Um olhar arregalado mostra a surpresa. Recompõe-se. — Vou ver uma segunda opinião.E dirigiu-se a  outra farmácia. *ATENÇÃO: esta obra é protegida pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/989) e foi registrada. … Continue lendo Opinião

Publicidade