Carta para infernizar

Desquerido Podreshelsys

Saudações maléficas

Quero parabenizar-te pela conclusão dos estudos na Faculdade de Artes Maléficas – FAM. Espero que tenhas aproveitado esse tempo de conhecimentos infernais. Agora vem o seu estágio. Bem sabes que só receberás o diploma se colocares em prática tudo o que aprendeste na teoria, isto é, achar um alvo humano, atentá-lo, e mantê-lo consigo até entregá-lo no nosso maravilhoso lar: o Quinto dos Infernos.
Podes começar a atentar qualquer deles, no entanto, no seu estágio deveis escolher apenas um, pois estarás sendo observado por um tutor designado pela Faculdade. Como ainda estás a procura de seu humano, vou orientar-te mostrando que tipo poderá ser seu alvo em potencial. De acordo com Manual da Tentação, quanto à sua fé, os humanos são classificados em três tipos básicos: os céticos, os de cima do muro e os religiosos, cada tipo com suas infindáveis subdivisões (cada dia aparecem mais. Não tente entender isso).
Os céticos são nossos. Sua característica principal não é não crer, é crer em si mesmos e crer em diversos ídolos que eles mesmos construíram no coração. Sua religião é pensar que não creem e seu trabalho de tentador é mantê-los pensando assim. Aqui acharás os ultrarracionais e os intelectuais em geral. Caso escolhas um humano destes, seu local de trabalho principal será no Velho Mundo, a Europa, nas Universidades e nos órgãos governamentais que lidam com a Educação.   
Os de cima do muro não sabem em que creem, embora pensem que sabem. Pulam de doutrina em doutrina, de igreja em igreja e de pecado em pecado, sem mudança de vida. De modo geral são humanos indecisos quanto a crer. Alguns até frequentam igrejas, mas não querem compromisso, mandam os filhos, mas não querem para si. Aqui também estão incluídos uma praga maravilhosa, os chamados “desigrejados”, estes estão do nosso lado. O lema desse tipo de cima do muro ajuda o nosso trabalho: “faça o que eu digo, não faça o que eu faço”. Eles estão sempre buscando satisfação pessoal em teologias e liturgias frouxas. Sua tarefa é mantê-los assim ou transformá-los em céticos. Estes do muro também são nossos, mas nem todos, devido à sua fé incerta, o Opositor do nosso Reino algumas vezes os tira de cima do muro levando-os para o seu lado de luz. Aí é impossível trazê-los de volta, uma vez que sua fé se torna firme e inabalável (lamento o assunto desagradável!).
Por fim, os religiosos são humanos que frequentam igrejas rigorosamente, mas não pertencem ao nosso Opositor. Servem a um conjunto de regrinhas religiosas, as quais constam no nosso Manual do Santarrão (não constam todas as regrinhas, pois os humanos são muito criativos para inventar essas coisas!). Eles enganam a si mesmos pensando que servem ao nosso Opositor, quando, na verdade, servem a si mesmos. Mantenha-os enganados, mas tenha cuidado, pois estarás no mais terrível campo minado do nosso Opositor: a Igreja.
Por fim, te faço advertência, falando de um assunto de máxima seriedade. O nosso Opositor insiste em amar qualquer um desses tipos e seus subtipos (é claro que Ele tem outro motivo escondido, pois todo diabo sabe que amar é uma impossibilidade fática e espiritual no Universo!). Por isso, tenhas cuidado e toma todas as precauções ao escolher teus humanos, pois um deles pode voltar-se contra você, com intervenção contundente do Opositor. Aí estarás em apuros e nada do que aprendestes na Faculdade o ajudará.

Aguarde novas instruções.

Com descarinho, seu tio Malevotinsky
(Diabotor da Faculdade de Artes Maléficas – FAM)

*ATENÇÃO: esta obra é protegida pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/989) e foi registrada. É permitida a publicação em sites e blogs desde que citado o autor e a fonte com link. Para publicações em livros e e-book pagos, envie um e-mail para aldairars60@gmail.com para receber a autorização gratuita para publicar.

**As fotos foram retiradas do Google. Se você é o dono de alguma delas, entre em contato, para que possamos dar os devidos créditos.

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s