Como médicos e recepcionistas de clínicas podem atender melhor o deficiente auditivo ou surdo

Orientações destinadas principalmente para clínicas de otorrinolaringologia e fonoaudiologia, as quais recebem o maior público de deficientes auditivos:
• Disponibilize o aplicativo Whatsapp da clínica para marcação de consulta.
• Use máscaras inclusivas, com material transparente. Isso facilita a leitura labial por parte do deficiente autitivo;
• Não fale gritando no telefone, isso dificulta mais a compreensão. Se tiver que ligar, ligue para o celular do deficiente auditivo e não pra fone fixo (geralmente o som do celular é melhor que o som de fone fixo). Ligue somente se não conseguir via mensagem de texto. Tenha na agenda um fone de um parente que seja ouvinte.
• Os balcões de clínicas são como muralhas, parece que foram feitos para distanciar e esconder a atendente. Por favor, levante-se e aproxime-se quando for atender um deficiente auditivo. É fácil identificá-lo no balcão. Ou ele usa aparelho auditivo, ou implante coclear* ou é a pessoa que te responde assim: “o quê?”, “como?” “desculpe, não entendi”, “pode repetir?”.
• Não fale com o deficiente auditivo olhando para o seu computador ou escrevendo ou fazendo outra coisa. Posicione seu rosto de frente para a pessoa para que ela possa “ler” seus lábios.
• Ao atendê-lo, desligue a TV da sala ou deixe com volume baixo, pois o ruído-ambiente atrapalha a compreensão para quem usa aparelho auditivo.
• Se o deficiente auditivo estiver assistindo a TV, ponha-a sempre no modo com legenda (CC – Closed Caption), senão a pessoa não compreenderá o som da TV misturado ao ruído-ambiente.
• Geralmente os ambientes de clínicas e consultórios são extremante reverberantes, fato que dificulta a compreensão auditiva do deficiente auditivo. Providencie revestimentos acústicos ou cortinados para os ambientes. Isso ajudará a amortecer os sons/ruídos nas paredes das salas.
• Para médicos e atendentes: aprenda a linguagem de LIBRAS!
• Ponha-se no lugar do deficiente auditivo e trate-o como gostaria de ser tratado.

* Implante Coclear é um dispositivo eletrônico para pessoas com perda auditiva de grau severo a profundo. Ele funciona transformando sons em estímulos elétricos que são enviados diretamente ao nervo auditivo. Constitui-se de uma unidade interna implantada na cabeça acima do ouvido e ligada na cóclea. E uma unidade externa, o processador de fala, que é um microfone moderno que leva os sons até a cóclea e desta até o nervo auditivo, proporcionando aos seus usuários a sensação auditiva de um ouvido humano. Tem o apelido de “ouvido biônico” e é uma tecnologia assistiva, direito dos deficientes.

As fotos foram retiradas do Google. Se você é o dono de alguma delas, entre em contato, para que possamos dar os devidos créditos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s