O Ancião da Floresta

Com a água pelo joelho, o ancião da floresta contempla a imensidão do rio. O cajado em sua mão apoia a sua idade ou é o cajado com o qual abre o rio? Ninguem sabe.
A contemplação do rio o faz lembrar das suas poesias fluídas, aquelas que escorrem do poeta e desaguam no leitor. Poesias fluídas trazem anúncio e denúncia contra  aqueles que querem  destruir o rio por inveja: não aquentam ver a sua beleza e fluidez.
O Ancião olha para a floresta. Lembra das suas poesias verdes. Aquelas que apresentam a essência das matas, a fragilidade do verde e a luta contra a teima humana em destruí-la. As poesias verdes trazem à memória a fauna e a flora, os ruídos da floresta, do canto dos guaribas ao choro das  seringueiras. A fragilidade do verde não o incomoda, pois sabe que após sua partida o Curupira e o Saci continuarão a luta aqui.
O Ancião olha para o céu. Lembra das suas poesias azuis. Aquelas que defendiam as aves, tinham a assinatura das nuvens e o poder das chuvas. As poesias azuis exigiam ar puro  e a purificação das consciências humanas, insistentes em poluir.
A bermuda alva do ancião trazia a memória as suas poesias brancas. Estas  ensinavam a harmonia concatenada da floresta. Todo se completava, nada se desperdiçava, tudo de harmonizava. Um reflexo da pessoa do Criador.
O desnudo corpo frágil do Ancião apresenta seu peito testemunho em defesa do mundo. Os cabelos encaracolados revelam a beleza das cãs coreografando em ventos prateados.
A Boiúna passa no meio do rio e, reverente, lhe presta justa homenagem.
O Ancião da Floresta lembra quando nasceu, de um encontro da lua com o rio, num lugar encantado cheio de botos cor-de-rosa chamado Barreirinhas.
Ele permanece ali mais um pouco, em banho poético e em deleite inspirador. Depois de noventa e cinco invernos verdes sabia que pouco tempo lhe restava, porém de tempo não precisava.
Finca o cajado na água e caminha na direção do rio. Volta para sua casa.
Sons da floresta o homenageiam, reconhecendo seu legado, uma revoada de garças o saúda, um bando de capivaras o fitam, as águas do rio dançam sua poesia.

Toda a floresta canta sua vida.

Seu nome é Thiago de Mello, o poeta.

*************

(Homenagem ao poeta amazonense Thiago de Melo, 1926 – 2021)

Realizando o que parece impossível

JÁ ESTA À VENDA!

DÊ DE PRESENTE PARA UM PROFESSOR OU PESSOA QUE TRABALHA COM EDUCAÇÃO

O livro “A Impossível Tarefa de Fazer Gestão Democrática na Escola – E Outras Considerações Impossíveis” é destinado a professores, gestores, pais de alunos, pesquisadores, alunos de Pedagogia e das licenciaturas, coordenadores pedagógicos, orientadores… e quem quiser saber mais sobre as intrincadas relações de poder e gestão na escola pública.
É pra rir, chorar e indignar-se!
Disponível em formato físico e digital (E-BOOK)

Peça o seu livro físico com o autor pelo e-mail aldairars60@gmail.com ou no (95)99964-1934 (só whatsapp).

Faça um pix para 95999641934 conforme sua escolha:
R$ 38,00 – Em Boa Vista, sem entrega.
R$ 46,00 – Em Boa Vista, com entrega.
R$ 50,00 – Para outros estados com frete incluso.
ENVIAMOS PARA EM TODO O BRASIL

Focaliza desafios quase intransponíveis e tarefas quase impossíveis da gestão democrática na escola.
Já a venda na Livraria da Travessa, Amazon, Americanas, Submarino, Magazine Luiza e em dezenas de livrarias físicas e online. Pesquise o melhor frete e promoções.
Link da Editora Appris (físico e e-book): https://www.editoraappris.com.br/produto/5717-a-impossvel-tarefa-de-fazer-gesto-democrtica-na-escola-e-outras-consideraes-impossveis

O livro físico também está a venda nos seguintes locais em Boa Vista – RR:

Restaurante Tulipa – Av. Major Willians.
Banca Playboy – Av. Jaime Brasil.
Livraria Boa Vista – Shopping Garden.
Livraria Boa Vista – Shopping Pátio.

Entrevistas com o autor:
BLOG DA REVISTA CONEXÃO LITERÁRIA
http://www.revistaconexaoliteratura.com.br/2021/11/entrevista-com-aldair-ribeiro-dos.html

SITE DA EJURR – ESCOLA DO JUDICIÁRIO – TJRR
http://ejurr.tjrr.jus.br/index.php/imprensa/noticias/413-servidor-do-tjrr-publica-livro-sobre-gestao-democratica-na-escola

REVISTA CONEXÃO LITERÁRIA – ENTREVISTA pá. 83 a 85 – PDF
http://www.fabricadeebooks.com.br/conexao_literatura78.pdf

OUTROS LOCAIS DE COMPRA DO LIVRO:

AMAZON https://www.amazon.com.br/dp/652500540X/ref=cm_sw_r_awdo_navT_g_M254F7DR5X2TDQDPGCJ3

AMERICANAS

https://www.americanas.com.br/produto/4274425807?pfm_carac=a-impossivel-tarefa-de-fazer-gestao-democratica-na-escola&pfm_page=search&pfm_pos=grid&pfm_type=search_page&offerId=61843f53d9fd6edeec91901d

SUBMARINO

https://www.submarino.com.br/produto/4274425807?pfm_carac=a-impossivel-tarefa-de-fazer-gestao-democratica-na-escola-e-outras-consideracoes-impossiveis&pfm_page=search&pfm_pos=grid&pfm_type=search_page

MAGAZINE LUIZA

https://m.magazineluiza.com.br/livro-a-impossivel-tarefa-de-fazer-gestao-democratica-na-escola/p/hc298d55g7/li/adml/

Extraordinários

Uma das coisas que a literatura faz melhor do que quase qualquer outro meio é permitir-nos experimentar a qualidade da mente de outra pessoa e, às vezes, até habitá-la. Segue-se, então, que todo leitor ávido tem um personagem literário favorito.

Após o salto, você encontrará 50 dos melhores. Para ser claro: um grande personagem nem sempre é aquele de que você gosta (pergunte a Claire Messud), mas aquele que é de alguma forma extraordinário, ou evoca algum tipo de sensação deliciosa de história no leitor. Como sempre, esta lista reflete os gostos pessoais e tendências de seu criador, e muitos grandes personagens não foram incluídos (Jo March, Huck Finn, Merusault, Anne Shirley. Então pode ser que seu favorito não esteja aqui.

Veja a lista completa no site http://www.designdoescritor.com no link abaixo:

https://abre.ai/dH9K

Curioso

Aprecio  deliciosamente meu livro no banco da praça. Um estranho chega e senta ao meu lado. Percebo seu olhar curioso. De rabo de olho, estica o pescoço em direção ao meu precioso livro. Incomodo-me. Olho para ele. O mesmo dá uma disfarçada e volta ao seu lugar.

Passa-se um momento e ele rrasta o traseiro no banco em minha direção, estica de novo pescoço em em direção ao meu deleite literário. Irrito-me.

– Saia pra lá, meu amigo!

O estranho se desculpa, levanta sem jeito e vai embora.
Volto ao meu deleite.
Uns minutos se passam. Sinto  o vento de um bafo quente atrás da minha orelha.

Era o curioso de novo…

Bom dia seu Poeta

(Homenagem a Carlos Drummond Andrade)

Bom dia seu poeta
Tu que ficas aí do lado esquerdo da vida
Pescando palavras e a ferida cutucando
Poetizas o mundo inteiro numa só dormida
E inspiras o vento de vez em quando

Bom dia seu poeta
Que olhas o azul do céu com olhos verdes
Que com rimas minha sede sacia
Embalando pensares em poéticas redes
Em infinita inspiração que desafia

Bom dia seu poeta
Que alças a voz com narrativas trágicas
Escrevendo páginas na história da vida
Amas sofres sonhas  e fazes mágicas
Em rima livre solta desfingida

Bom dia seu poeta
Que escreves mortes e vidas,  amigas
Com jeito literário de quase amar
Contróis contos e no coração intrigas
Resilientes letras que teimam sonhar

Seu poeta bom dia
Pois já não sei se é noite ou dia
Só sei do que és feito
Vida alma e peito

Feito de poesia

*ATENÇÃO: esta obra é protegida pela Lei de Direitos Autorais (Lei 9.610/989) e foi registrada. É permitida a publicação em sites e blogs desde que citado o autor e a fonte com link. Para publicações em livros e e-book pagos, envie um e-mail para aldairars60@gmail.com para receber a autorização gratuita para publicar.

**As fotos foram retiradas do Google. Se você é o dono de alguma delas, entre em contato, para que possamos dar os devidos créditos.

Missão Impossível

Já está a venda meu livro “A Impossível Tarefa de Fazer Gestão Democrática na Escola – E Outras Considerações Impossíveis”.

Destinado a professores, gestores, pais de alunos, pesquisadores, alunos de Pedagogia e das licenciaturas, coordenadores pedagógicos, orientadores… e quem quiser saber mais sobre as intrincadas relações de poder e gestão na escola pública. É pra rir, chorar e indignar-se!

Focaliza alguns dos principais desafios quase intransponíveis e tarefas quase impossíveis da gestão democrática na escola.

Já a venda no link abaixo ou na Livraria da Travessa, Amazon, Americanas, Submarino, Magazine Luiza e em dezenas de livrarias físicas e online. Pesquise o melhor frete e promoções.

Site da Appris: https://www.editoraappris.com.br/produto/5717-a-impossvel-tarefa-de-fazer-gesto-democrtica-na-escola-e-outras-consideraes-impossveis
(Na editora APPRIS, use o cupom-desconto AIMP020 ao finalizar a compra.)

Se mora em Boa Vista – RR peça-me pelo e-mail aldairars60@gmail.com ou no (95)99964-1934 (só whatsapp)

Completude

Minha mente devaneia
Penso que penso
Repenso dispenso impenso
Meu mundo vaga, chora
Descortino a inconsciência

Meu nascente é a escuridão
Preciso do teu toque
Aio para meu caminhar

O silêncio é a minha voz
Preciso de tuas palavras
Inefáveis vibrações sonoras

O vácuo é o que ouço
Preciso de tuas mãos
Sinais de vida que falam

Meus pés rodam
Empurram minha vida sentada
Encontro muralhas no caminho
Luto e escalo

Tateio inclusão
Sonho
Busco sensação
Solidariedade
Compreensão

Encontro confusão
A frieza do coração
Indiferença
Incompreensão

Preciso de tua mão
Inclui-me em ti

Então tu serás feliz
E completo

Poema publicado na antologia “Café e Literatura” – Editora Clube de Autores – 2021.

Para adquirir a antologia https://clubedeautores.com.br/livro/cafe-literatura

Fé erudita

Era conhecido por ser estudado e ter linguagem culta e rebuscada. No início do culto, fez o convite à congregação:

– Irmãos, genuflexos, vamos solenemente, verbalizar em copiosas súplicas, derramando a alma pesarosa em entranhada atitude oracional perante a abóboda celeste.
Preocupada, uma senhora bem simples pergunta baixinho ao irmão universitário ao lado:

– O que foi que ele disse? O que foi que ele disse?

– Ele disse “Vamos orar”.